es-SERÁ QUE É TÃO BONITO (PE)?

13.11.2018

Devo estar ficando doidinha. Sai da casa de Joelma hoje pela manhã toda apressada para chegar logo a Bonito e aproveitar melhor o dia. Desci certinho até a igreja N.Sra.do Rosário e quando perguntei a um senhor onde pegava o ônibus, ele apontou e disse:

_ "É aquele ali."

Junto ao ponto tem um guichê de passagem. O ônibus sairia em 10 minutos. A passagem era pra ser R$ 7,90, mas acabou ficando por R$ 8,00, pois ela queria me devolver o troco em bala. Tinha até um pote de balas no jeito, em vez de moedas. Recusei e deixei pra lá.

Na hora de embarcar, eu queria colocar a mala embaixo. O moço da Companhia disse que podia levar em cima mesmo, não era tão grande. Eu contestei que estava pesada. Tinha ainda uma catraca. Ele acabou subindo a mala para mim. O ônibus não foi cheio, de forma que coloquei minhas coisas no assento ao lado. São 76 km. O ônibus que peguei passava por Agrestina. A BR-104 esta boa. Quando muda para a PE-112, em direção a Alto Bonito, a paisagem é linda, porém a estrada está toda esburacada. Num trecho, pegamos gado bovino cruzando a pista.

A cidade de Bonito é bonita, simpática e gentil, pelo que pude notar até agora. Desci no posto de informações turísticas, não tinha panfletos, e recebi uma informação errada sobre o funcionamento do teleférico. A atendente me indicou como um ponto bom para ser visitado na tarde de hoje, passei primeiro na Pousada Casagrande, deixei minhas coisas e fui, pois o check-in teria que esperar a chegada do Ivon, recepcionista. Lá verifiquei que eles só abrem de quarta a domingo. A passagem inteira é de R$ 30,00. Achei cara, estou com pouco dinheiro

Passei por uma padaria tomei um café com leite, pegando também uma água. Gastei R$ 4,00. Ali observei o cuidado com as pessoas, tinha uma barra de segurança na porta, para facilitar o ingresso no estabelecimento, bem como um lavatório, junto à entrada.

A cidade está toda enfeitada para o São João. A pracinha é muito charmosa.

De volta à Pousada, conversei com a Dona Maria, a camareira que me recebeu mais cedo. Ela me disse que essa casa era de uma família de um casal com onze filhos. A mulher ficou viúva, os filhos já estão todos adultos, a maior parte vive em Recife ou João Pessoa. Só tem um filho que ainda vive aqui, e a casa vem sendo alugada para Pousada já há alguns anos. Esse último locador está há pouco mais de 1 ano. E ela trabalha com ele desde março do ano passado. Então são 11 quartos para hospedagem. É realmente uma casa bem grande. A acomodação é boa, tem duas camas e mobília e tomadas suficientes.

Quando o Ivon finalmente chegou, já perto das 15 horas, perguntou-me:

- "Antecipou-se¿"

Pensei que não, mas quando ele falou as datas de 12 a 14, consenti. Paguei quatro diárias em Caruaru e só fiquei três dias. Mandei mensagem para a Joelma, mas não sei se ela irá me reembolsar. Falou para eu voltar. Inviável.

O recepcionista foi tentar conseguir um guia para mim amanhã, mas a moça pediu R$ 120,00. Não tem ninguém na cidade. A pessoa prefere ficar parada a ganhar menos... Então tá. Verei o que farei.